Arquivo da categoria: Curiosidades

MITOS SOBRE CASAMENTO: É dever convidar quem te convidou

Se você foi convidado para o casamento de alguém, não quer dizer que terá que fazer o mesmo. Não é obrigatório convidar essa pessoa, principalmente se seu casamento for mais discreto e restrito. A verdade é, no seu casamento você deve convidar pessoas que você goste e que você queira compartilhar esse momento com ela.

Imagem: A Nuvem Rosa

MITOS SOBRE CASAMENTO: Convidar pais separados gera constrangimento

De forma alguma, nada de constrangimento é um momento de alegria para todos. Infelizmente o número de casais separados vem aumentando e nem todos sabem lidar com a separação. No caso de pais separados, nada impede de convida-los para o casamento. Basta conversar com eles para que eles se comprometam a agir de maneira civilizada. Uma boa conversa resolve essa situação.

Imagem: Tom Bloom

MITOS SOBRE CASAMENTO: Casar no mês de agosto é garantia de azar

MITOS SOBRE CASAMENTO: Casar no mês de agosto é garantia de azar
Essa é outra superstição. Geralmente os noivos pulam o mês de agosto para marcarem seu casamento, pois o oitavo mês do ano é conhecido como mês do desgosto e do azar. No entanto, devido a baixa procura, é mais fácil agendar igreja e locais para a festa além de encontrar preços mais acessíveis.

MITOS SOBRE CASAMENTO: O noivo não pode ver o vestido da noiva antes do casamento

Esse talvez seja um dos mitos mais antigos, conhecidos e usados. Mas não há nenhuma prova científica de que o sucesso do casamento está diretamente relacionado com a visualização prévia do vestido de noiva. Portanto, trata-se de uma superstição ou a surpresa que a noiva quer fazer para seu noivo.

MITOS SOBRE CASAMENTO: Padrinhos de casamento devem ser os padrinhos de batismo


Padrinhos de casamento devem ser os padrinhos de batismo.

Não é uma regra, porém nada impede você de chamar seus padrinhos de batismo para serem padrinhos de casamento. Os padrinhos de casamento costumam serem as pessoas mais próximas do casal, normalmente, parentes mais chegados como irmãos, primos tios e amigo. Padrinhos são pessoas queridas dos casal.

O significado da aliança

Os egípcios, por volta de 2800 a.C., já usavam um anel para simbolizar o laço matrimonial. Para eles, um círculo, não tendo começo nem fim, representava a eternidade à qual a união se destinava. Cerca de 2 000 anos depois, os gregos descobriram o magnetismo, que acabou influindo também nessa simbologia. Como eles acreditavam que o terceiro dedo da mão esquerda possuía uma veia que levava diretamente ao coração, passaram a usar nele um anel de ferro imantado, para que os corações dos amantes permanecessem para sempre atraídos um pelo outro. O costume foi adotado pelos romanos e o Vaticano manteve a tradição. Já o anel de noivado foi introduzido no ano 860, por decreto do papa Nicolau I (858-867), que o instituiu como uma afirmação pública obrigatória da intenção dos noivos. A aliança passa da mão direita para a mão esquerda para representar a
aproximação do compromisso definitivo. Do lado esquerdo, ela fica mais próxima do coração.

Foto: Ani Produções